A corrupção e as riscas andam sempre de mãos dadas…

Ao ler uma notícia que dava conta de que ontem, momentos antes do jogo com o Bayern de Munique, vários jogadores do Real Madrid ficaram sem botas (porque lhes foram roubadas), deparei-me com uma (in)feliz coincidência… Os clubes que arranjam “esquemas” para ganhar jogos, normalmente jogam de “pijama”…

Vejamos (por ordem cronológica, do mais recente para o mais antigo):

(Bayern Munique, no “esquema” do roubo das botas a 17 de Abril de 2012, momentos antes da partida da meia-final da Champions contra o Real Madrid. O Bayern demarcou-se da situação e explicou que não tem câmaras nas imediações dos balneários… Como?! Então qualquer pessoa pode entrar no balneário da equipa visitante sem que ninguém note? Estranho…)

 

 

(Sporting, no caso Paulo Pereira Cristóvão / Cardinal… uma tentativa de suborno falhada?)

 

 

(Barcelona, na vergonha que tem sido esta temporada em Espanha, onde o grande benificiado é sempre o mesmo… o das riscas.)

 

(Atalanta, na temporada passada provou-se que a Atalanta estaria envolvida em casos de corrupção através de jogadores que manipulavam resultados. Esta época a Atalanta começou o campeonato com -6 pontos.)

 

(Fenerbahçe, no caso “Aziz Yildirim”, onde o presidente do clube turco subornava adversários para deixarem o Fenerbahçe ganhar. O Fenerbahçe começou o campeonato seguinte com um atraso de 1 mês. O presidente do clube foi preso.)

 

(F.C. Porto, no caso “Apito Dourado” (e até ao presente), onde ficou provado que houve corrupção, o árbitro Jacinto Paixão foi punido, mas o corruptor passou incólume… Já antes tinha havido o “caso Calheiros”, o “caso Paula”, o “caso Guimaro” e o “caso Pratas”… Mas ninguém fez caso…)

 

(Leixões, no caso “Apito Dourado”, onde ficou provada a prática de corrupção activa em jogos dos escalões de formação.)

 

(Juventus, no caso “Calciocaos”, por prática de corrupção activa. Este caso terminou com a despromoção do clube de Turin.)

 

(A.C. Milan, no caso “Calciocaos”, por prática de corrupção activa. Este caso culminou com a perda de 30 pontos por parte do clube de Milão.)

 

(Lecce, no caso “Calciocaos”, através da corrupção de jogadores adversários. Foi despromovido.)

 

(Botafogo, no caso “Edilson Pereira”, por corrupção activa. Não houve qualquer punição, apenas a repetição dos jogos em causa que levaram à despromoção, em campo, do Botafogo.)

 

(Figueirense, no caso “Edilson Pereira”, por corrupção activa. Não houve qualquer punição, apenas a repetição dos jogos em causa.)

 

(Juventude, no caso “Edilson Pereira”, por corrupção activa. Não houve qualquer punição, apenas a repetição dos jogos em causa.)

 

(Cremonese, por corrupção de jogadores do Venezia, na última jornada da Série B de Itália, em 99.)

 

(Udinese, em duas ocasiões. Em 1955 por prática de corrupção activa que levaram o clube ao 2º lugar do campeonato italiano, sendo despromovido nesse mesmo ano, e em 1986 por suborno a jogadores adversários, foi punido com perda de pontos.)

 

Pode até ser coincidência, mas ainda bem que o S.L. Benfica não tem pijama às riscas!

HBarreiros

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: