O campeonato que perdemos…

Quase me apetece dizer que este campeonato será lembrado como “aquele em que estávamos à frente do Porto 5 pontos e em 3 jogos fomos ao ar”.

Na verdade, não foi o Porto que ganhou este título. Fomos nós que o perdemos. Dentro e fora do campo.

Dentro do campo por incapacidade e teimosia de um treinador, mais do que por culpa dos jogadores. Se anos houve em que o plantel era curto para o treinador que tínhamos, este ano parece ter sido o contrario. Plantel a mais para pouco treinador…

Fora do campo pelo disparate de insultos cruzados na blogosfera entre adeptos e sócios do mesmo clube, resvalando depois esses mesmos insultos para presidente e respectiva direcção. Para o mesmo homem que nos salvou do abismo para onde caminhávamos. Se o Benfica ainda existe, podem dar graças a Luís Filipe Vieira. Tem defeitos? Tem. É humano… Perdemos por perdermos demasiado tempo a contestar fora do estádio em vez de apoiarmos dentro.

O jogo de ontem foi (mais), uma prova disso mesmo.

1 – O lance do 1º golo do Rio Ave foi típico de um jogo de amadores. A passividade com que a defesa abordou o lance foi indescritível.

2 – A reviravolta no marcador. Uma vez em vantagem, não se pode perder a liderança no marcador. O Benfica não pode.

3 – O empate muito consentido num lance onde uma vez mais a defesa não sai isenta de culpas.

4 – O sufoco final, quando nos últimos 10 minutos a equipa finalmente percebe que tem que ganhar o jogo… Muito mais coração que cabeça…

5 – Os 2 penaltys da ordem por assinalar… (Curioso… não foi com 2 penaltys que o Porto ganhou na Madeira?) O lance sobre Saviola é um escândalo. Não ser marcado é muito estranho. O árbitro estava de frente para a jogada, sem oposição…

6 – Os adeptos a insultar a equipa e presidente…

Não me espanta… Pinto da Costa tinha de justificar a aposta em Vítor Pereira. Quando viu que a coisa estava a ficar feia e que dentro do campo as coisas não se resolviam (5 pontos de atraso começa a ser muita fruta), teve que “puxar dos galões” e recorrer aos seus “esquemas”, que fazem do Porto o clube com mais troféus oficiais a nível nacional… E os casos começaram a aparecer… penaltys por assinalar, outros que são prontamente assinalados, dualidades de critérios… Naturalmente a água começou a levar o curso “programado”.

Depois, a juntar à festa de pijama, uma cambada de cerca de 50 anormais ainda vai receber a equipa com insultos…

Isto é mau demais para ser verdade. Isto não é o Benfica.

E PLURIBUS UNUM!

Será que esses anormais sabem o que quer dizer? Apoiar um clube quando se ganha é fácil. Mas os verdadeiros adeptos são os que apoiam quando se perde.

HBarreiros

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: